AGRICULTURA

Agricultores ampliam proteção de máquinas e equipamentos agrícolas

Um dos fatores relevantes para o aumento da produtividade do agronegócio brasileiro é o investimento em tecnologia. Com equipamentos e infraestrutura cada vez mais modernos, produtores rurais conseguem bater recordes de produção, melhorando sua renda e ajudando o país a avançar. Mas o agricultor precisa se proteger contra eventuais prejuízos causados por acidentes e roubos, pois equipamentos de ponta exigem altos investimentos.

“Na medida em que o valor agregado das máquinas aumenta, o seguro se faz ainda mais necessário. Temos percebido que essa busca por proteção vem crescendo na atividade agrícola de uma forma geral. Portanto, além do seguro para as lavouras, a gestão moderna no campo busca minimizar prejuízos em todas as etapas envolvidas na operação”, analisa Vitor Osaki, professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo.

Osaki, que foi diretor do departamento de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, ressalta que houve uma mudança significativa no perfil das máquinas agrícolas nas últimas décadas. “Tínhamos um predomínio do uso da força bruta, mas agora o maquinário vem com muita tecnologia embarcada, cheio de sensores e aplicações que permitem a integração a sistemas, que resultam em um valor agregado altíssimo. Portanto, os riscos devem ser sempre considerados e o seguro é muito bem-vindo”, frisa.

O professor da Esalq acredita que o mercado de seguros para a área rural deve se tornar ainda mais competitivo e atraente para as empresas, na medida em que avança o uso de tecnologia no campo. “O produtor deve ficar atento às opções de seguros disponíveis, buscar informações sobre esse mercado, comparar as condições oferecidas pelas diferentes empresas e, acima de tudo, procurar sempre a melhor proteção para o seu patrimônio”, afirma.

Previous Post Next Post

No Comments

Leave a Reply